Para o Pai Rico, um imóvel "fechado" não é um ativo. É um passivo.

Se comprou um imóvel para lhe garantir um rendimento, a partir do momento em que está fechado, só representa um custo. Só por ser proprietário de um imóvel, não representa que tenha um ativo imobiliário.

Ativo e passivo na contabilidade

O ativo, na contabilidade e para a maioria das pessoas, é tudo o que você detém. Por exemplo, se você é o dono de um imóvel, então é um ativo. Se você tem um carro, o carro é um ativo embora o seu valor de mercado baixe com o tempo. Na contabilidade, tudo o que uma empresa detém está contabilizado no ativo.

O conceito de passivo na contabilidade e para a grande maioria, é tudo o que se deve. Por exemplo, se você comprou uma casa financiada, a casa é o seu ativo e as prestações que paga são o seu passivo. Para as empresas, quando compram um imóvel financiado, o imóvel vai para o ativo e o valor que a empresa deve ao banco fica contabilizado no passivo.

Ativo e Passivo para o Pai Rico

Na realidade, se compra um imóvel para as suas férias ou o tem fechada, pode ser um passivo, pois não lhe geram retorno monetário e tira-lhe dinheiro do bolso todos os meses. O imóvel por si só tem custos correntes com água, eletricidade, gás, condomínio, a prestação mensal ao banco, impostos, a manutenção, etc.

No entanto, pode estar fechado e representar um ativo se o potencial de valorização do mercado imobiliário da zona for superior aos custos fixos que o imóvel tem.

Uma casa só se torna um ativo quando os rendimentos (arrendamento de longa ou curta duração) ou a sua valorização ultrapassa os valores de passivo.

Um ativo coloca dinheiro no seu bolso e um passivo tira dinheiro do seu bolso.

O que é o Pai Rico e o Pai Pobre?

É um dos livros de finanças pessoais mais vendido no mundo. A abordagem revolucionária às finanças das famílias que visa despertar o génio financeiro que há nos pais e nos seus filhos. Segundo Robert Kiyosaki, especialista em assuntos financeiros, a escola está muito longe de nos preparar para a vida real.

Os jovens têm dinheiro - muitos têm contas bancárias e cartões de débito -, mas nunca tiveram aulas sobre investimentos, juros, dívidas, ativos, passivos, etc. E, enquanto forem analfabetos financeiramente, não poderão aprender a fazer com que o dinheiro trabalhe para eles.

Por isso, segundo Kiyosaki o conselho mais perigoso que se poderá dar a alguém nos dias de hoje é: Vai para a escola, tira notas altas e depois procura um emprego seguro. É que atualmente a boa formação e os resultados académicos não bastam para garantir o êxito e ter o controlo pessoal do próprio destino financeiro. É necessário saber gerir o dinheiro pessoal, criando riqueza mesmo quando não se tem um vencimento muito elevado e outro tipo de receitas.

Defendendo a mensagem de que a classe média trabalha para obter dinheiro, mas os ricos fazem com que o dinheiro trabalhe por eles e gere riqueza por si próprio.

Ser "rico ou pobre" está na sua mente, na forma como olha para os recursos que tem e como os aplica.

Precisa de apoio na venda ou compra de um imóvel? Contacte a Equipa Rosa.